De acordo com as Nações Unidas, estima-se que, até 2050, 70% da população mundial irá viver em cidades. Esta tendência mundial está a levar à deterioração dos ambientes urbanos e, consequentemente, da qualidade de vida dos cidadãos. O Projeto Future Cities é um projeto financiado no âmbito do FP7.

Future Cities é um projeto da Universidade do Porto, com uma natureza multidisciplinar, envolvendo grupos de investigação de várias faculdades (FEUP, FPCEUP, FCUP) e empresas, entre as quais, a Microio.

Neste projeto, a Microio é responsável pelo desenvolvimento e teste de uma plataforma de aquisição de dados ambientais para instalação em pontos fixos e móveis (autocarros da STCP) da cidade do Porto coordenado pelo Centro de Competências para as cidades do Futuro da Universidade do Porto.

A plataforma desenvolvida pela Microio permite a aquisição de dados de temperatura, humidade, precipitação, velocidade do vento, direção do vento, luminosidade, ruído, radiação solar, partículas, monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), dióxido de azoto (NO2), ozono (O3) e compostos orgânicos voláteis (VOCs), realizando para isso, todo o interface, acondicionamento de sinal, processamento, cálculo e envio dos dados para o elemento host.

Com esta solução, será possível analisar, em tempo real, as condições ambientais da cidade do Porto com um detalhe e escala nunca antes possível, permitindo assim, aos decisores tomar medidas sustentadas com vista à melhoria das condições de vida dos cidadãos.